terça-feira, janeiro 22, 2008

Dum spiro spero


Eu faço e refaço todos os testes que encontro na internet (sou viciada neles, me deixa), na esperança de que algum me diga o que eu quero ouvir, mas não adianta. Nunca nenhum me confirma que eu sou nerd. No máximo me dizem que eu não sou lá muito cool ou que tenho certas tendências nerds, mas ainda estou esperando um que me proclame uma nerd completa.
Isso me deixa meio triste porque, puxa, eu realmente queria ser mais nerd. Ok, a parte toda de ter um monte de espinhas e não conseguir conversar com o sexo oposto eu dispenso, mas eu acho que ser nerd é mais cool do que ser cool. Acho que a nerdice tem um certo charme, que tem como ideal e ponto máximo o personagem de Cary Grant em Bringing Up Baby. Fico morrendo de vontade de me tornar a versão feminina de David Huxley, mas nunca consigo. De certa maneira eu sou um pouco como aquelas meninas comuns que ficam rondando a turma das meninas bonitas e populares da escola tentando ser aceita, mas ao contrário. Fico tentando puxar conversa com o povo que carrega calculadoras científicas e joga EverQuest, mas eles me dão as costas enquanto fazem caretas de enfado uns para os outros, me desprezando porque eu não sei programar.
Mas eu não consigo desistir, um dia eles vão ter que me aceitar. Porque mesmo que eu não saiba quase nada sobre Star Trek, mesmo que eu nunca tenha jogado RPG, mesmo que eu seja desgraçadamente ruim em matemática, eu ainda assim acho que, no fundo, eu sou nerd. Ainda que meu cabelo seja bonito e limpinho, ainda que eu saiba dançar e não goste de hentai, vou manter minhas esperanças de que um dia os nerds de verdade vão interromper o papo sobre Battlestar Galactica e me dar boas-vindas.

17 Comments:

Blogger Koala Bala said...

em geral sou considerada nerd, mas invejo os super-mega-nerds, como os daquele seriado The Big Bang Theory. já viu?

1:57 PM  
Blogger João said...

hehehe...adorei este texto. Nunca vi ninguém querer ser nerd.

Beijos pra você.

7:14 PM  
Anonymous Kitagawa said...

É por isso que vc nunca será uma nerd, porque nerd que é nerd não quer ser nerd, ele simplesmente é e de certa forma porque a sociedade o condenou ao canto dos nerds, e isso desde criança. Uma pessoa que não é nerd, mas que quer ser, é como, sei lá, um mauricinho arrumadinho querer ser punk: ele sempre será desprezado pelos verdaeiros punks. Eu já fui nerd, não sou mais, mas bem que queria voltar a ser um pouco nerd, porque isso sim seria cool, um não-nerd com as caracteristicas positivas de um nerd. Mas do ponto de vista dos nerds eu seria só um nerd-festivo, um poseur. Já ser nerd-nerd não é cool, é ser nerd mesmo. Dã

10:56 PM  
Blogger Paulo Tiago said...

Fato, nerd é nerd, não porque quer, mas porque é. E não pode fazer nada a esse respeito.

E eu jogava RPG, sempre gostei de quadrinhos, tenho vários hábitos de nerd... será que sou um? =P

11:16 PM  
Blogger Alessandra said...

Koala, ô se assisto. Aliás, eu sou meio apaixonada pelo Leonard, para mim ele é o homem perfeito.

Kita, nessas coisas eu sou meio Agrado e acredito que a pessoa é mais autêntica quanto mais próxima está daquilo que sonhou para si mesma.

Paulinho, você é só um pouco nerd. Só o suficiente para dar um charme! ;-)

11:54 PM  
Blogger Gabriel said...

viva os nerds! eles vão dominar o mundo quando formos robôs!

2:54 PM  
Anonymous Kitagawa said...

Sei, Agrado, o traveco do "tudo sobre minha mãe"... Tá vendo como ainda sou meio nerd?

"a pessoa é mais autêntica quanto mais próxima está daquilo que sonhou para si mesma"

Sem ofensa, mas ao que parece que vc ainda está meio distante... ;-)

2:16 PM  
Blogger Alex aka Gypsy Girl said...

Ah. Ale. Nao adianta mesmo. You're way too cool to be a nerd! Nerd nao tem senso de humor and you... well.. you crack me up, girl! ;-) ps - I (heart) battlestar galactica. Does that make me a big nerd too?

6:01 AM  
Anonymous Gabs said...

Delicinha

Vc definitivamente NÃO É uma nerd hehehe.

Vc é cool, é antenada, é curiosa, mas não é, de modo algum, Nerd.

Nem o Társis que é um semi-nerd é um nerd completo.

Nerd não gosta de sexo, baby! hahahah...a começar por aí, já fomos reprovadas no teste de nerdice.

Bejo!

9:39 PM  
Blogger r. silva said...

nerd tem blog?

4:05 PM  
Blogger Alessandra said...

Olhaí, tá vendo? Todo mundo me acha cool demais para ser nerd. Preciso descobrir o que estou fazendo de errado. ;-)

Ale, só um pouquinho. Mas um pouquinho eu também sou, já fiz parte de um clube de xadrez e li LOFR três vezes. Mas é pouco para receber o título.

Ssshh, dude! Essas coisas não se fala! Você pode falar, está carregando a evidência (aliás, chá de bebê é quando, hein fia?). Mas para efeitos internéticos, eu sou celibatária.

R. Silva, digamos que ter blog é condição necessária, porém não suficiente.

5:12 PM  
Blogger Alexandre said...

Corrigindo a Gabs: Nerd gosta de sexo.
Apenas não consegue fazê-lo – quem faz é a mulher que o deixa acuado, incapaz de fugir assustado para algum canto. :D

8:15 PM  
Blogger Pedro said...

Existe um ponto comum, um ponto em torno do qual se reúnem os que não vão pra nenhum dos dois lados. Os que não são nerds, mas também não são cool, pra usar seu termo. Ficam transitando em torno desse lugar meio obscuro, por ser meio centrão, vendo passarem, pra um lado e pro outro, os que resolvem que ficam melhor nos extremos. Essas pessoas, no centro da elipse, são aqueles que que viram alguns animes, mas poucos, e depois pararam, porque ficaram de saco cheio ou perderam o interesse. Os que até já jogaram RPG, mas acabaram por fazer outra coisa, arranjaram outro hobby. Os que pensam e têm raciocínio lógico, mas não têm muito saco pra matemática, física e questões teóricas complexas e que provavelmente não terão comprovação ou negação absoluta tão cedo. Os que jogam videogame, mas de leve, sem imergir completamente nessas coisas. O que curtem ou curtiram um jogo online qualquer, mas que nunca deixaram de sair de casa por causa disso. Os que são desajeitados pra dançar, mas, oras, não tem nada que umas duas ou três cervejas não resolvam, quando o assunto é desinibição. Os que podem até não ter muito jeito com o sexo oposto, mas insistem mesmo assim, veja só que intrépidos.

Esse grupo existe e é muito mais legal, vai por mim.

3:37 AM  
Blogger Badá Rock said...

E isso que você falou são os sintomas de nerdice? Mon dieu, acho que sou um deles e não sabia (não um cylon, um nerd).
Esse negócio de Sci-Fi, RPG (eu mestrava RPG de mesa, os bons e velhos), astronomia, cabelo lambido, espinhas, óculos... eu nunca tinha percebido!
Claro que sou uma versão light e feminina, né. Eu acho.

5:16 PM  
Blogger Flávia Stefani said...

Alessandra, tudo bem? Olha meu último post do meu blog. Ele parece ter sido feito sob medida para você. hahahaha. Falando do blog, por favor desconsidere o template, a desordem, mas é que o blog é novo. O que eu quero dizer é que hoje mesmo fiz um tesde de 60 perguntas que constatou que sou nerd! Uhuuu! E como você é a primeira pessoa que encontrei que compartilha desse mesmo sonho meu, o de ser denunciada como nerd em um teste, achei por bem compartilhar aqui contigo. :) Boa sorte e depois me diga se deu certo!
Flavinha

5:02 AM  
Anonymous Renascimento said...

Eu sou nerd e sou ruim em matemática, não optei por nascer discalcúlico, mas a minha nerdisse me faz bater a cabeça pra caraca pra tentar aprender.
Você é nerd, mas tome cuidado, nesse post, até engraçado, você parece mais Emo.
Saudações da Idade Média.

1:16 AM  
Blogger Alessandra said...

Renascimento, obrigada pelo comentário, mas emo é a pqp. Apareça!

12:17 AM  

Postar um comentário

<< Home