sexta-feira, junho 01, 2007

Ne me quitte pas



- Credo, que música brega!
- O quê?? Repita isso se tiver coragem!
- Ué, é brega sim! Troço chato. Música francesa é muito brega.
- Você tá louco? Essa música é linda, é o ponto máximo do amor de um homem por uma mulher! E ao mesmo tempo é o ponto mais baixo, olha que coisa.
- Não entendi e continuo achando a música chata. E esse cara é muito feio.
- Tá, ele é feio, sim. Mas olha só: a música é um homem se declarando a uma mulher. Ela não quer mais saber dele, está dando o fora nele, e ele está implorando para ela não fazer isso. Implorando mesmo, falando todas as coisas exageradas que homens falam nessas ocasiões.
- Credo.
- Eu sei, credo. É a humilhação completa, o amor no seu estado mais carente e ridículo e ao mesmo tempo mais sublime. Um homem de joelhos, pedindo “não me deixe” e dizendo que vai fazer tudo, tudo para fazer aquela mulher feliz, desde que ela fique.
- Nossa, que horror. Esse cara nunca ouviu falar em auto-estima? Sei lá, não acho isso muito saudável não. Meio ridículo...
- Sim, mas lindo! E olha só: quando ele percebe, lá no finalzinho da música, que a mulher não quer mais saber dele nem pintado de ouro, ele então pára de implorar que ela fique com ele. Passa a implorar qualquer migalha que ela estiver disposta a dar, desde que ela não suma de vez! Olha essa parte... aqui ele diz “deixa-me ser sombra da tua sombra, sombra da tua mão, sombra do teu cão.
- Forte, hein?
- Pois é. É o máximo da humilhação por amor e mesmo sendo tóxico, é bonito.
- Tá certo, é verdade. Mas ainda é meio brega.
- É... acho que é meio brega mesmo.

8 Comments:

Blogger João said...

hehehe...brega sim, mas lindo...
Ah, tem uma coisa que é verdadeira: como os franceses sabem fazer músicas bregas. Que coisa, se ler as letras de Claude François, verá de onde veio a inspiração de Odair José.
Beijo

1:55 PM  
Blogger Paulo Tiago said...

Ah, tem que mudar o "louco" pra "loucA", que eu me lembro do processo de composição do post. Muito bom, por sinal! hahaha
E é breeeegaaaaaaaaaaa! Mas romântico... demais. Eca!

9:54 PM  
Anonymous simone silveira kaplan said...

gostei do teu blog, menina, parabéns! Vou voltar outras vezes.

Bjs, Simone

simonesilveira.blogspot.com

12:19 AM  
Blogger osrevni said...

Mas funcionou... a mulher voltou pro Jacques Brel. Quer dizer... por um tempo, depois ela largou ele de novo!

Mas o Brel tem umas músicas engraçadíssimas. Les Bourgeois, Au suivant...

6:30 PM  
Anonymous Tuca Hernandes said...

Olha, não entendo nada de francês, mas fiquei impressionado com o vídeo. Eu poderia vê-lo sem áudio que, ainda assim, as expressões do cara continuariam desconcertantes pra mim. Principalmente nos momentos em que ele esboça aquele sorriso de piedade, um riso triste de quem chegou no limite do abandono. Coisa de cachorro perdido que caiu do caminhão de mudanças...
Sim, é brega, mas assustadoramente intimidador.

9:51 AM  
Anonymous Wanderley Veras said...

Disponha, Alessandra. O fato é que vc tem um estilo de blogueira muito bacana. Gostei o e coloquei entre os 'blogs que recomendo'. Fico seu amigo, abraços - Wanderley Veras.

7:12 PM  
Blogger p said...

bacana o blog. parabéns.

8:41 AM  
Anonymous Anônimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

10:42 AM  

Postar um comentário

<< Home