terça-feira, maio 15, 2007

11 contos inesquecíveis

O Paulo fez a lista dele, e eu comecei a pensar no assunto. Acabei fazendo a minha própria lista e achei uma boa idéia publicar, até porque no momento não tenho nenhum não-post pronto para colocar aqui. E também porque eu adoro listas. Só que não consegui pensar em 13 como na lista original. Fica com 11 mesmo, mas tudo bem, porque é um número simpático.

1 – O Barril de Amontillado, Edgar Alan Poe
2 – As Formigas, Lygia Fagundes Teles
3 – Bernice bobs her hair, Scott Fitzgerald
4 – O Príncipe Feliz, Oscar Wilde
5 – A Auto-Estrada do Sul, Julio Cortázar
6 – Impostor, Philip K. Dick
7 – Rocking-Horse Winner, D.H. Lawrence
8 – O Sabe-tudo, Somerset Maughan
9 – Substância, Guimarães Rosa
10 – Passeio Noturno, Rubens Fonseca
11 – Pierre Menard, autor do Quixote, Jorge Luis Borges

13 Comments:

Blogger Blogildo said...

Deus do céu! Não li nenhum desses!

4:20 PM  
Blogger João said...

Que coisa, Alessandra, eu não sou muito fã de contos, prefiro crônicas e poesias. Em todo caso, não li nenhum dos citados e dos que já li, resumiria a lista a um único conto: Noites Brancas, Dostoiésvky.

Beijo

2:04 PM  
Blogger Andre Kenji de said...

Berenice Bobs her hair é muito bom.

Mas o The Diamond As Big As The Ritz é meu favorito do Fitzgerald. E falta ao menos um conto do Dublinenses.

12:07 AM  
Blogger Alessandra said...

Esquenta não, Blogildo. Mas se você gosta do gênero, são algumas recomedações.

Noites brancas eu não li João, já me disseram que é bom. Vou ver se dou uma olhada.

André, eu também gosto desse, mas Bernice bobs her hair eu acho absolutamente demais. E Dublinenses eu não li, tenho trauma de James Joyce. Quem sabe um dia?

11:48 AM  
Anonymous Impressões Digitais said...

Alessandra, acabei de cair de pára-quedas no seu blog. Contos e poesias são os meus gêneros prediletos e vou afirmar:
-Dublinenses é imperdível!
Os Mortos, conto que fecha o livro, é uma obra-prima e tive uma grande emoção ao ver que ele foi o último trabalho de um dos meus diretores mais queridos. John Huston resolveu filmá-lo no final da vida. Dirigiu acoplado a um balão de oxigênio no estúdio. Queria que esta obra fosse sua despedida, o fecho de sua longa e quase inacreditável carreira. Aproveito para recomendar sua autobiografia que é deliciosa.
É um conto que li e reli através de décadas sempre com o mesmo prazer e emoção.

11:23 AM  
Anonymous Impressões Digitais said...

Vai mais uma dica: "Aqueles Que Têm O Poder de Ferir, e outras histórias" de Louis Auchincloss. Uma raridade que vale ser garimpada nos sebos. Coletânea escolhida pelo próprio autor onde estão os melhores trabalhos de cinqüenta anos da melhor literatura.A editora é a Best-Seller.
Aproveito para lhe convidar para visitar meu blog recém-nascido. O endereço é http://i-digitais.blogspot.com/
Apareça!

11:40 AM  
Blogger ludovico said...

Olá,
(primeira visita)

Esse conto do Fitzgerald é muito bom mesmo. Tem um outro, As Costas do Camelo, que é hilário.

Não consigo pensar agora em 13 ou 11 contos, mas certamente Os Mortos do James Joyce estaria na lista. Nem precisava ter escrito tudo o que depois escreveu. Bastava esse conto. :)

Abraço,

1:11 PM  
Blogger Gabriel said...

Noites Brancas seria novela, ou muito me engano e o velho Dostô chamou de conto?
Enfim, andei pensando, sem ordem:
Herbarium, da Lygia - acho que é um dos contos de amor mais bonitos já escritos.
Qualquer um de Salinger - sei lá, vai, A fase azul de Daumier Smith.
Continuidade dos Parques - Cortazar (a lygia "copiou" esse conto num outro chamado tapeçaria, acho)
Em terra de cego - H.G. Wells
O demonio da garrafa - Stevenson
Sargento Garcia - Caio F. (ou Coronel, não sou bom com as patentes)
Felicidade Clandestina - Clarice Lispector
Sarapalha - Guimarães Rosa (O fim é inesquecivelmente inesquecivel)
Folha, de Nigle - Tolkien
O retrato ovalado - Poe
O elo partido - Ottolara
A última crônica - Fernando Sabino (Porque quero subverter o conceito)

Onze, fim.

9:08 PM  
Blogger AF said...

e os do hermman hesse? dos «contos sublimes...

9:35 PM  
Anonymous Andr� said...

Nossa, n�o li v�rios!

Eu colocaria "O Sul" do Borges, com certeza, e tamb�m, talvez, "A Biblioteca de Babel", que � puramente matem�tico mas que me marcou muito. Al�m disso ia ter que ter algo do Kafka, provavelmente do "Narrativas do Esp�lio"... mas estou com dificuldade pra lembrar o nome do conto que mais gosto.

8:14 PM  
Blogger Alessandra said...

Nossa, André, você acabou de me lembrar de um conto que esqueci de pôr na lista! "Na Colonia Penal", de Kafka. Foi a primeira obra de Kafka que eu li, antes mesmo de A Metamorfose.

8:17 PM  
Blogger Helder Marques said...

O Alessandra...
O que voce achoa de "Os frutos Dourados do Sol" Do Bradbury?
Ah, e o barril de Amontillado é maravilhoso!

9:20 PM  
Blogger Filipe said...

Olá!
Poxa... Parece uma lista feita por mim!
Mas eu colocaria o passeio noturno mais acima na lista, pois este é magnífico!
Criei recentemente um Blog literário onde estou colocando alguns contos meus. Se for do seu interesse, dê uma olhada!
Parabens pelo Blog!

www.contosinsoluveis.blogspot.com

12:57 PM  

Postar um comentário

<< Home