quinta-feira, outubro 16, 2008

Madeleines my ass

Minhas comidas preferidas na infância:

- Sucrilhos com leite e açúcar. Muito açúcar, credo! Hoje me dá até aflição de lembrar o tanto de açúcar que eu colocava no meu sucrilhos, que já é um troço doce. E se o leite não estivesse gelado, eu tinha nojo (ainda tenho, aliás. Ceral com leite meio morno é repulsivo).

- Misto-quente de forno com nescau gelado batido no liquidificador. Era o lanche de sábado à noite na minha casa, quando eu era criança. Adoro.

- Ovo quente. Era o que eu e minhas irmãs comíamos de café-da-manhã no inverno, naqueles dias em que minha mãe obrigava a gente a colocar um gorro antes de sair para a escola.

- Picolé de limão. Era meu preferido, eu quase nunca queria outra coisa. E demorava um milhão de anos para tomar, porque eu tinha aflição de morder o sorvete, então ficava lambendo até terminar - claro nesse ponto pelo menos 20% do sorvete já estava cobrindo meus braços até os cotovelos.

- A farofa de alho que minha avó faz todo Natal. Quando meu avô era vivo, ela colocava ele de castigo na cozinha descascando alho para ela.

- Amendoim na casca. Eu ia ao parque da Água Branca aos domingos e meu pai sempre comprava. Ficávamos todos com a roupa cheia de casquinhas, e às vezes eu separava as casquinhas mais bonitas e levava comigo, não lembro mais para quê.

- Pitanga, goiaba e jaboticaba.

- Cenoura crua. Não, é sério mesmo. Juro. Eu pedia para alguém descascar a cenoura para mim e saía roendo ela pela casa, como se fosse o Pernalonga (que provavelmente era um dos motivos para eu gostar de fazer isso). Tive também a fase do tomate.

- Limonada com groselha.

8 Comments:

Blogger Paulo Tiago said...

Melhor que no forno é mistoquente ("novo" português, hello!) de Tostex, com aquela casquinha que ficava e um gosto inconfundível, especialmente se o pai do Marcos fazia de tarde, um clássico.

Na minha lista teria sorvete, mas aquele de "água suja", de máquina. Garrafa de vidro de Coca de cabeça pra baixo, R$ 0,50, tudo com o mesmo gosto, sempre com os meus primos, era bom demais!

Fora isso, chá de qualquer coisa (até mesmo erva cidreira, que hoje eu abomino) com a "Passatempo", que não se chamava assim, sem recheio, e com números e letras desenhados, tudo de marrom. Até hoje faço isso, mas com recheio de Alpino e mais um tanto de chás diferentes.

Agora, o ovo quente... afe, que nojo. Nunca consegui comer isso. E eu sinto falta do pé de jaboticaba que tinha no meu prédio e, especialmente, do tempo que eu tinha pra subir nele e comer.

1:54 PM  
Blogger alana said...

Tudo bem quanto ao misto, ao picolé-de-limão-escorrendo-pelo-braço (ainda hoje o meu favoriro, junto com o ChicaBon, às jaboticabas (ainda melhores se saidinhas do pé) e à cenoura. Na verdade, tudo isso - que eu adorava na infância - continua fazendo parte da minha lista de preferências gastronômicas de sempre, que talvez não tenha lá evoluído muito. Quanto aos amendoins, preferia (e prefiro), cobertinhos com açúcar colorido, como ovinhos.

9:43 AM  
Anonymous Patrícia Carvoeiro said...

Nossa, Alessandra! Substitua a farofa de alho da sua avó pelo Strudel da minha e a limonada com groselha por groselha (tinha que ser a Milani) com leite, que você descreveu à perfeição tudo o que eu também comia na infância! Inclusive a cenoura crua!
Aliás, cenoura crua eu saio comendo até hoje pela casa e nas minhas caminhadas. =)

9:07 AM  
Blogger crocodilo said...

Toda estas mémorias são legais. Só tive um ar de muito espanto com limonada com groselha. E olha que sou conhecido na minha casa pelas químicas gastronômicas que sempre inventava.
Beijo,
Paulo

12:34 AM  
Blogger Biajoni said...

tudo ótimo, mas...
limonada com groselha????
:>/

10:59 AM  
Blogger Alessandra said...

Bia, experimenta e depois me conta! :-)

12:33 PM  
Blogger Luíza P. said...

Sucrilhos sagrado! E leite gelado sempre, concordo.
Mas contesto a minha própria paixão pelo nescau (no meu caso quente) durante a infância. Depois do Toddy, minha vida é outra.

5:20 PM  
Blogger Patricia Scarpin said...

Que blog gostoso de ler, menina! Adorei e vou passar por aqui mais vezes.
Sucrilhos com mais açúcar ainda - me arrepia até as sobrancelhas, mas eu comia!

Que bom que você gosta lá do meu cantinho, fiquei feliz!
xx

1:48 PM  

Postar um comentário

<< Home