quarta-feira, março 08, 2006

Porque hoje é 8 de março


Eu gosto de ser mulher, mas não fui sempre assim. Quando eu comecei a ficar adolescente, o corpo mudando e as cobranças também, me revoltei com aquilo, uma alteração profunda sobre a qual ninguém tinha perguntado minha opinião. Não me agradavam muito aquelas mudanças.

Para cúmulo, rapidamente eu percebi que estava perdendo muito mais que meu corpo neutro de criança, quando começaram a me exigir que não fizesse isso ou aquilo porque devia me comportar como uma mulher. Como assim, cara-pálida? Quem é mulher aqui? Eu? Eu não, não tenho nada com isso, sou a mesma de antes, ó. A situação ficou ainda pior quando eu descobri (assim me pareceu) que para os meninos as regras mudavam muito pouco e que eles podiam continuar sentando de pernas abertas, gritando, rolando no chão, se vestindo de qualquer maneira, tirando a camisa. E a mim me mandavam ficar sentada de pernas fechadas. Por tudo isso, com uns 11 ou 12 anos eu estava de mal da minha feminilidade e queria ter nascido homem.

Hoje nós duas estamos de bem e eu entendi que fomos feitas uma para a outra. Até porque quando eu era recém-adolescente, não entendia que na verdade não só não perdia quase nada como ganhava um mundo inteiro. Ser mulher é uma coisa que me define tão completamente que, seu eu tivesse nascido homem, tenho certeza que seria um bicho completamente diferente. Não seria eu com um cromossomo Y, seria um ser humano que não tem nada a ver comigo. Apesar de tudo, acho que saí lucrando. Mesmo ainda ficando furiosa com algumas coisas que acham que eu tenho que aturar porque nasci com ovários, sei que posso muitas coisas porque sou mulher e estou em paz, não peço mais desculpas nem licença por isso. Nenhuma mulher deve pedir desculpas por sê-lo.

7 Comments:

Blogger Andréa N. said...

Lindo post! Parabens pelo nosso dia!!

5:08 PM  
Anonymous Maitê said...

Felicidades pelo dia da mulher!!!

6:22 PM  
Blogger Denise Arcoverde said...

Que post fofo!!! eu também adorei a foto! beijão, Alessandra :-)

9:26 PM  
Blogger luma said...

Somos aquilo que a sociedade e um molde de carcaça nos impõe? Lógico que não! A essencia da mulher vem da alma! Feliz dia!! Beijus

10:02 PM  
Blogger luma said...

Somos aquilo que a sociedade e um molde de carcaça nos impõe? Lógico que não! A essencia da mulher vem da alma! Feliz dia!! Beijus

10:03 PM  
Blogger Helder da Rocha said...

Que post bonito! Duplo parabéns!

6:36 PM  
Blogger Gabriel said...

Jamais...
como diz num episódio histórico de Anos Incríveis, "Mulheres": "nós homens ainda temos muito a ensinar quando o assunto é imbecilidade...", ou algo que o valha.
Beijos, Alessandra! Tomar cuidado pra não confundir com a outra...ou não tomar, enfim!

11:46 PM  

Postar um comentário

<< Home